segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Curvas

Há  quem diga que não goste das curvas. Elas atrapalham o caminho e são nelas que os acidentes acontecem. Eu nunca havia notado. Nunca. Até hoje...
Sabe aquelas atividades em família que temos que fazer? Foi mais ou menos isso. Nosso destino? Cachoeiras. E lá fomos nós: eu, meus primos e minha mãe. Um passeio perfeito, em um lugar perfeito e em uma cachoeira também perfeita. Seria perfeito..... Para quem gosta e esse não é o meu caso.
Quando saímos nos alertaram para um pequeno problema na estrada, digamos que o nosso destino era beeeeeeeem afastado da cidade e para testarmos o nosso atletismo de verão decidimos que iríamos a pé!
Particularmente  eu não sou fã de quadrúpedes, especialmente se esses forem grandes, fortes e com cara de mau... isso mesmo, eu não gosto de bois!!! E era isso que poderíamos encontrar no caminho “cuidado com boi”, “preste atenção na estrada pode ter boi” Bem, foram essas coisas que nos falaram.
E lá fomos nós. Estrada de chão e mata por todos os lados. Só nós, a estrada, a mata e....os prováveis bois. Confesso que não via à hora de chegar a mal...bendita cachoeira. Depois de andar muito chegamos, sim, é lindo, muito lindo mesmo para dizer a verdade, a natureza é perfeita!
E chegou à hora do retorno...seria tudo de novo. Foi nesse momento que observei as curvas... Estava atenta a qualquer movimento ou barulho esquisito, mas eram as curvas que mais atrapalhava.  Elas tampavam a visão e não dava para vê quem ou o que viria no caminho. O caminho reto, longo, visível era interrompido por curvas que nos impediam de vê o que estava logo à frente.
Poderíamos a qualquer  a qualquer momento deparar-nos com algo e na nossa vida também é assim... Não seguimos apenas em linha reta em uma estrada regular. Quantas curvas nos são apresentadas! Em algumas a nossa visão é totalmente comprometida, não dá para saber o que vem chegando o que encontraremos mais adiante nem como será o caminho dali pra frente.


Há momentos em que o nosso caminho fica estreito e as curvas são grandes, largas e bem próximas uma da outra. São nesses momentos que devemos ter muita atenção, pois assim como nas estradas, são nas curvas da vida que acontecem à maioria dos acidentes.
É preciso ser cauteloso, cuidadoso, atento e responsável, contudo, é imprescindível observar as maravilhas que estão ao redor. Se focarmos apenas nas curvas não veremos o belo que nos é apresentado.  Quando viajamos ou caminhamos devemos  ficar atentos à estrada,mas podemos contemplar a paisagem assim também deve ser a nossa vida, prestar atenção no nosso caminho e nas curvas, porém, ter cuidado para que a nossa atenção não fique apenas na estrada.


O receio do que pode vir após uma curva pode nos amedrontar até porque para alguns a estrada acabou ao virar uma curva, só não podemos deixar que ela nos faça parar....ainda temos muita estrada pela frente....
E quanto a mim, a paisagem era deslumbrante, várias e várias curvas e... nenhum boi. Mas ninguém poderia prever nada.... afinal boi é boi.... e em uma dessas curvas poderia dá de cara com um......