segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz ano que vem chegando...


365 dias... e o que foi feito de todas essas oportunidades que nos foi dada? Um ano está se findando e com eles muitas histórias, lágrimas, sorrisos.... como foi esse ano que está indo embora? Suas expectativas foram superadas? Seus desejos realizados? Como foi esse ano e o que você espera desse que está logo ali na porta?
Sem sombra de dúvidas foi um ano lindo, cheio de surpresas, alegrias, você conseguiu finalmente fazer aquela coisa que tanto queria, fez aquele curso que tanto tinha vontade, passou no vestibular, no concurso, conheceu alguém especial....foram tantas coisas que aconteceram nesse ano que provavelmente não caberiam no calendário.
Quantas vezes você prendeu aquele choro, pois não queria que te vissem fraquejar ou porque acreditava que aquela situação não mereciam suas lágrimas?. Quantas vocês deixou que o choro caísse enquanto estava debaixo do chuveiro, quantas vezes seu travesseiro foi seu único amigo?. Quantas vezes nesse ano você achou que não iria aguentar, que seu peito iria explodir e que você estava cansado?...mas olha, estamos aqui você superou!
Talvez você tenha perdido o seu grande amor, talvez tenha percebido que na verdade ele nunca existiu, talvez tenha apenas perdido o seu tempo.... talvez você tenha encontrado aquela pessoa que te virou pelo avesso e você viu que na verdade aquele ele era o seu lado certo, talvez essa pessoa tenha virado seu mundo de ponta a cabeça e você passou a enxergar as coisas sob outro ângulo... Talvez você tenha encontrado o amor da sua vida, aquela pessoa por quem vale a pena lutar, ir um pouco além. Talvez seja aquela pessoa por quem você tenha procurado por tantos anos....viva o seu amor, não tenha medo de sofrer, sofrimento meu caro, é inevitável e o pior de todos os medos é o medo de não ter medo, confuso isso não é? Puts! Eu também achei, então, vamos DESCOMPLICAR as coisas...ame o quanto você puder amar e se “quebrar” a cara? Bom, junta os cacos e monte outra, ter sempre a mesma coisa é chato sabia? E o amor? Ah! o amor, esse sim vale a pena! Um conselho? Ame mais um pouco nesse ano que vem vindo,ta! O seu coração e a sua saúde agradecerá!
Você perdeu algumas pessoas não é mesmo? Algumas simplesmente foram embora, saíram da sua vida e não faz nenhuma diferença... Outras, você sente falta, saudades, vontade de falar, de saber como está....eu sei é difícil, mas acredite não queira invadir o espaço nem o momento de ninguém, a pessoa não gostará e você sairá machucado, então, deixe que as coisas aconteçam naturalmente se essa pessoa não voltar é porque na verdade você nunca a teve. E teve aquelas que foram arrancadas da sua vida sem ao menos se despedir e você ficou sem entender, compreender ou aceitar e a dor parece dilacerar seu coração, acredite, essa pessoa de alguma forma está com você e tenha certeza que ela deseja a sua felicidade e que você continue a caminhada...
E quantas pessoas você ganhou hein? Lembre quantas pessoas marcaram a sua vida esse ano pelo simples fato de ter entrado nela.... algumas pediram a devida licença, outras praticamente caíram de paraquedas em seu caminho e ainda teve aquelas que se esbarraram com você em uma dessas curvas e tornaram-se verdadeiros presentes. E acredite, você com certeza foi o melhor presente que alguém já recebeu!
Alguns dos seus sonhos não deram certo, eu sei, aquele projeto não deu muito certo ou você errou a mão em alguns dos traços que havia feito.... mas olha, não desanime pense que você tem mais um ano para fazer tudo outra vez e com uma diferença, agora você sabe onde não deve errar, o que precisa ser ajustado, modificado e até trocado! Sabe o que é isso? Experiência! E isso, pode crer, conta e muito! Acredite em seu potencial, vá a luta, levante desse sofá e busque, o que você quer está lá você só precisa ir buscar, o que é seu meu amigo, ninguém pega, mas você não pode ficar esperando que caia do céu....vá,corra, a vida passa em um piscar de olhos e isso é muito rápido!
Aquilo que você achava ser impossível foi “fácil” não é? Você visualizou uma montanha e foi apenas um muro baixo que com um pulo você passou.... e como foi bom o gosto de ter cumprido não é mesmo? Você parar e dizer: “Eu fiz! Eu consegui” não tem como explicar essa sensação! Você é forte, sempre soube disse só não queria acreditar, mas lembre que essa força que está aí dentro é inesgotável, então, faça uso dela quantas vezes for necessário e acredite que você consegue!
É foi um ano e tanto! Quantas coisas você viveu! Eu sei que teve momentos tristes e difíceis, mas essa é a vida e não dá para mudar, ninguém disse que seria tudo fácil, ninguém disse que seria só flores, ninguém disse que haveria tapetes por onde você passaria e essa é a grande questão: o que você faz das dificuldades que surgem? Fica se lamentando, achando o ultimo miserável da vida ou ergue a cabeça cata os cacos e vai tentar mais uma vez? As vitórias não se contam pelas vezes que você sorriu,mas pelas vezes que você se ergueu e começou tudo outra vez quando não havia mais nada a ser feito.
E mais um ano vem chegando....e com ele 365 oportunidades para fazer a diferença, para tentar o que não conseguiu, para fazer outra vez. Não faça promessas, cumpra metas, não diga que “amanha irei fazer” comece a fazer hoje, o amanha pode não existir. E por favor, seja o melhor que puder ser, faça  o melhor que puder fazer, não se contente com o pouco, não queira ser medíocre, seja o melhor e procure ver o melhor nas pessoas. Não espere o próximo ano chegar para mudar, mude agora, já nesse exato momento, o ano novo é agora!
Desejo que você nunca perca a fé, desejo que você não se permita endurecer com as mazelas da vida, o mundo já está tão complicado que tal sermos leves? Desejo a você muita força e vontade para lutar pelo que quer e que não desista nem deixe que outras coisas tome o seu lugar. Desejo a você amigos, eles são essenciais para a nossa vida, mas desejo mais ainda que você seja amigo há uma diferença entre ter e ser... Que esse ano seja o melhor ano que você já viveu, que venha recheado de paz, realizações, amor e que faça por merecê-lo. Desejo que o seu coração esteja aberto para o novo quem vem vindo e que sua casa esteja preparada para receber o que ele vem trazendo. Desejo a você tudo de bom e que possamos ser mais felizes, sorrir mais, amar mais e principalmente, viver mais!

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Uma nova história....



É meio estranho, para não dizer confuso, o período em que me encontro. Sempre disse em alto e bom som que não me via em sala de aula (como professora) apesar de está cursando uma licenciatura (Letras), não rolava química entende, não tinha liga, e desde o 1º semestre eu temia os estágios. Muitos amigos e professores escutaram eu falar "Posso falar para um auditório lotado que vou de "boa", mas não me coloca em uma sala de aula que simplesmente travo" e a coisa piorou depois que meus colegas de turma começaram a lecionar em colégios, pois eles falavam da realidade escolar, da falta de respeito, interesse e algumas vezes violência....aquilo tudo me deixava em pânico e com a certeza que eu e sala de aula não misturávamos....
Eis que começaram os temidos estágios... Primeiro com a turma do Ensino Fundamental II 9º ano (8ª série), mas foi ate certo ponto legal pois foi em grupo e apenas oficinas (mesmo que muitas vezes sentíamos vontade de jogar tudo para o alto) concluímos.... mas ainda não era "O" estágio... E ele chegou.... regência, sala de aula do Ensino Regular (Médio)...conteúdos...Unidade inteira...e não tinha grupo....era eu e eu...Período de observação...Coparticipação....e o coração parecia que ia sair pela boca (apesar da minha aparente calma e tranquilidade)... e aqueles questionamentos martelando aqui dentro:"Será que vai dar certo?", "Terei controle de turma?", " A turma “vai” com minha cara?", "conseguirei ter a atenção deles?", "Saberei passar os conteúdo?".... e essa sensação angustiava pois era algo que não podia controlar...
E agora estou eu na regência responsável pela turma do 2º Ano e como me vejo? Ironicamente falando: APAIXONADA pela turma, não há outra forma de descrever o que sinto. Pareço àquelas mães que ao encontrarem um conhecido despeja barris de elogios à sua cria, quem me conhece e está tendo contato comigo sabe do que estou falando...elogio sim, pois eles são maravilhosos, uma turma ótima, participativa, educada, responsável e que realmente está comprometida em aprender e exige de nós o saber! Não tive nem estou tendo nenhum problema com eles, pelo contrário, temos uma boa relação. Tive medo de encontrar esse lado da educação brasileira tão falada, tive medo de como seria essa turma, tive medo das suas irresponsabilidades, falta de interesse e respeito....e eles me mostraram um lado que eu não imaginei encontrar....me mostraram o lado bom e prazeroso de ser professor mesmo com todos os problemas diários....me mostraram que não pensaria neles apenas nos horários de aula, mas sim durante o meu dia....me mostraram como é bom está ali mesmo não sendo a minha turma, mesmo estando perto o fim do estágio...eles me mostraram que ser professor não é tão ruim...que ser professor é ser realmente como pais que ficam com um sorriso bobo no rosto ao falar dos seus filhos e que se alegra com as pequenas coisas até mesmo com um olhar dizendo "obrigada".
Acho que  precisei disso pois o terreno estava muito árido e eles vieram para adubar e fertilizar afim de nascerem frutos... E quando eu notei que algo estava "errado"? Quando com mil coisas da faculdade pra fazer eu apenas pensava em uma forma de fazer uma aula legal para as próximas aulas e não porque tenha que ministrar a aula, não por causa de uma mera obrigação, mas porque eu queria, porque me sinta bem e porque senti "borboletas" no estômago e um sorriso apareceu ao pensar na turma. Foi um período muito bom, pelo menos para mim, onde eu pude trocar experiências, conhecimentos, criar laços, onde eu pude perceber que sim, dar para ser professor e ser amigo sem perder o respeito dos alunos. Aprendi que não é batendo de frente que temos o respeito e a confiança, mas abrindo espaços, construindo pontes. Sentirei sim, saudades dessa turma, desses alunos que com a história de vida individual fizeram parte e marcaram a minha vida, sentirei saudades daquelas pessoas que por um tempo alegraram as minhas manhãs, que me fazia sorrir com suas frases “Ah pró, ainda é cedo” e que conquistou o meu carinho, a minha admiração e o meu respeito.
Foi prazeroso todos os dias que passei como regente mesmo nos dias em que exigia com mais afinco a atenção deles, em que cobrava as atividades, em que pedia silêncio, mas tenho certeza que não teria uma turma melhor, sabia que era a Tuma perfeita para mim. Chegamos ao fim do nosso período juntos, espero ter deixado com cada um de vocês um pouco de algo bom, desejo ter despertado em vocês a busca pelo saber mais, ter ensinado algo que ultrapasse os limites do conhecimento didático. Agradeço a atenção, o carinho, o respeito e o interesse de cada um e desejo do fundo do meu coração que vocês nunca percam essa vontade de aprender, essa busca pelo conhecimento e principalmente, não percam esse respeito e atenção tão difíceis nas salas de aula. E tenho certeza que em um futuro não muito distante terei noticias boas! Fico por aqui, deixando um pouco de mim e levando um monte de vocês, que aqueles sorrisos tão verdadeiros, sinceros e ao mesmo tempo tão ingênuos os acompanhem em todos os momentos! Até breve turma, até um dia, até logo.


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Aos meus amigos....


Sempre falamos sobre amigos, o que eles são e o que representam para nós e em especial hoje que é considerado o dia do amigo. Já escrevi algumas coisas sobre o que é ser e ter amigo, eu os considero o maior presente que eu tenho. Meus amigos são irmãos que eu escolhi, ou muito mais que irmãos, mais que anjos, são pessoas que estão ao meu lado quando eu preciso (ou não) nos momentos alegres, nos momentos tristes. Tem aqueles amigos que é a primeira pessoa em quem eu penso quando as lágrimas insistem em cair, o ar falta e dor aumenta, tem aqueles que só de olhar o sorriso aparece nos lábios, tem aquele que mais parece a nosso sombra, tem os que nos defende, nos abraça e que puxa a nossa orelha. Tem aqueles que são de infância, que ajudaram a tornar a pessoa que somos hoje, há aqueles que não vemos mais não falamos, mas temos a lembrança deles, há amigos de todas as formas e de todos os jeitos, aqueles que nos faz pagar mico, que nos deixa sem graça, que toma a nossa frente, que nos convence a fazer loucuras, são pessoas especias que tornam a nossa vida mais alegre, mais colorida e mais cheia de vida. São pessoas fundamentais na nossa caminhada, essenciais em nossas vidas e necessários para continuarmos andando. Dia do amigo não precisa ser em uma data, não é certo dedicarmos o nosso tempo, falar o quanto eles são importantes e o quanto nos faz felizes apenas uma vez no ano, ao amigo é preciso dizer todos os dias, sempre e a todo momento o quanto o amamos e que as vezes mesmo parecendo distante, mesmo sem darmos noticias ou aparentemente termos “esquecido” que os amamos e que a nossa vida não seria mesma, não teria o mesmo brilho sem a presença de cada um deles.
O meu enorme agradecimento a todos os amigos, os de longe, os de perto, os virtuais, os “reais”, aos antigos, aos novos, enfim, a todos os que estão em minha vida e em meu coração.
 

sábado, 9 de junho de 2012

Simplesmente te amo...


Te amo! Te amo e não podia ser diferente! Te amo com todas as células do meu ser, com todas as forças que possuo. Te amo e não há outra forma de dizê-lo.  Amo o seu jeito de me olhar, a sua formar de sorrir e esse sorriso que ilumina todo o seu ser. Amo o seu jeito impaciente, o seu olhar às vezes distante, amo o seu silêncio, a sua respiração entrecortada, o jeito que você franzir a testa. Amo o seu bom humor, a sua risada e suas provocações.

Amo o seu jeito protetor, a sua mania de querer cuidar de mim e forma carinhosa e cuidadosa de se referir a mim. Amo o seu jeito mandão e ao mesmo tempo tão entregue, amo o seu sorriso tímido, a sua forma de falar sério e seu jeito moleque de olhar e sorrir.Amo tudo em você, seus momentos de solidão nos quais apenas você entende, amo o jeito carinhoso que você fala de assuntos tristes e sérios, amo a sua preocupação, a sua presença, o seu cuidado e o seu amor.

Você trouxe um brilho diferente, trouxe cores, trouxe alegrias, me fez descobrir um universo totalmente diferente, me tornou mais humana, mais paciente, conhecer na pele o que é o verdadeiro amor e as dificuldades que precisamos passar para vivê-lo. Me fez reconhecer o valor de um abraço, de um toque, de um olhar, me fez acreditar que realmente o amor existe e que ele não é sinônimo de sofrimento. Me ensinou a ser paciente, a confiar, acreditar, esperar, a sonhar e querer realizá-lo.

Você foi chegando aos poucos e simplesmente mudou tudo e preencheu todas as lacunas, todos os espaços vazios, trouxe brilho, trouxe paz, trouxe alegrias. Você me completa, me basta, é mais que suficiente, é o meu maior presente, é o meu primeiro pensamento ao levantar e o ultimo ao deitar. Tudo me faz lembrar você, tudo me leva a você, há mais eu e sim nós. A cada dia, a cada minuto, a cada segundo te amo mais, a cada dia que passa a certeza que você é a minha pessoa certa é mais clara.

Com você todas as coisas podem ser possíveis, todos os sonhos podem ser realizados e todos os problemas terão solução. Com você eu sei que posso ser melhor, que posso ir mais longe e que posso fazer mais e mais. Não há palavras capazes de descrever tudo o que sinto, não há gestos que possa te fazer sentir todo esse amor. Não sei fazer outra coisa, não sei viver outra sensação, não sei explicar o que aconteceu ou de que forma aconteceu, a penas te amo, te amo com todo o meu coração, te amo e essa é a única verdade, a única certeza que hoje eu tenho. Te amo, singelamente te amo...não há outra forma de demonstrá-lo... não há outro jeito de dizê-lo....simplesmente te amo.

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Eternamente...... Amor


Não há explicação.... não há como definir ou adjetivar.... Essas coisas de amor são assim... simplesmente acontecem quando menos esperamos, quando menos queremos ou quando mais desejamos estar livres.

Não aconteceu como um conto de fadas, ou como nos filmes ou livros de romances. Não aconteceu como diz os manuais de amores. Foi meio pela contra mão, meio do avesso, sem hora marcada, sem ponto previsto ou lugares lembrados.


Não teve sinos, não teve músicas, não apareceram às estrelas, orquestras ou fogos, não chegou de mansinho, não veio sem alardes, não veio na brisa. Não foi como tantos falam, ou muitos esperam. Foi intenso.... forte... avassalador.


Chegou do nada, meio que sem esperar, meio que sem querer. Duas almas que se encontram, dois corações que se apaixonaram, duas vidas que se entrelaçaram. Uma não acreditava naquele sentimento colorido e vivo, sorria e muitas vezes chorava por dentro, a outra vivia um tanto sem brilho, a vida tão normal..... e uma “batida” mudou de vez o rumo de duas pessoas completamente diferentes, mas ao mesmo temo tão iguais.

A vida tem dessas surpresas não é? Dessas coisas que acontecem do nada e faz o nosso coração acelerar e o ar faltar. Surpresa que aproximou duas vidas e as mudou totalmente, encheu de alegrias, de cores, trouxe sorrisos, brilho no olhar, preencheu o vazio que faltava, tornou-se essencial, necessário, vital.


Foi algo que não tem explicação, apenas se sente, não dá para descrever, apenas se vive e a cada dia aumenta. É um amor sincero, verdadeiro, sem cobranças, com cumplicidade, cuidado, carinho, atenção.... um amor encantado, cantado, muito mais que idealizado.

É muito mais bonito do que se canta nas músicas, ou se fala nos poemas, é mais intenso que a lua e mais brilhante que o sol, é enorme como o mar e lindo como uma constelação. É sincero, verdadeiro e suave. Tem a leveza de uma pluma e a intensidade de um vulcão.

Foi o melhor presente, a pérola mais rara, a jóia mais cara. Assim como o ouro é provado no fogo, com os obstáculos e barreiras, mas é forte e humilde o suficiente superar e esperar o quanto for necessário. É um amor diferente, surgiu de forma diferente, não se irrita por coisas pequenas, acredita que não há motivos para mesquinhez. Acredita que é belo e intenso demais para perder tempo com coisas pequenas.

Não vive de ilusões, não é alienado, mas tem certeza que milagres acontecem a cada dia, a cada momento, e que ser feliz é possível, que superação existe e que tempestades podem ser ultrapassadas. Duas pessoas que acima de qualquer coisa se amam e acreditam que irão viver esse amor por muito, pois ele não é medido em dias, mas em intensidade... e por isso ele será eterno....intensamente eterno.


segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Curvas

Há  quem diga que não goste das curvas. Elas atrapalham o caminho e são nelas que os acidentes acontecem. Eu nunca havia notado. Nunca. Até hoje...
Sabe aquelas atividades em família que temos que fazer? Foi mais ou menos isso. Nosso destino? Cachoeiras. E lá fomos nós: eu, meus primos e minha mãe. Um passeio perfeito, em um lugar perfeito e em uma cachoeira também perfeita. Seria perfeito..... Para quem gosta e esse não é o meu caso.
Quando saímos nos alertaram para um pequeno problema na estrada, digamos que o nosso destino era beeeeeeeem afastado da cidade e para testarmos o nosso atletismo de verão decidimos que iríamos a pé!
Particularmente  eu não sou fã de quadrúpedes, especialmente se esses forem grandes, fortes e com cara de mau... isso mesmo, eu não gosto de bois!!! E era isso que poderíamos encontrar no caminho “cuidado com boi”, “preste atenção na estrada pode ter boi” Bem, foram essas coisas que nos falaram.
E lá fomos nós. Estrada de chão e mata por todos os lados. Só nós, a estrada, a mata e....os prováveis bois. Confesso que não via à hora de chegar a mal...bendita cachoeira. Depois de andar muito chegamos, sim, é lindo, muito lindo mesmo para dizer a verdade, a natureza é perfeita!
E chegou à hora do retorno...seria tudo de novo. Foi nesse momento que observei as curvas... Estava atenta a qualquer movimento ou barulho esquisito, mas eram as curvas que mais atrapalhava.  Elas tampavam a visão e não dava para vê quem ou o que viria no caminho. O caminho reto, longo, visível era interrompido por curvas que nos impediam de vê o que estava logo à frente.
Poderíamos a qualquer  a qualquer momento deparar-nos com algo e na nossa vida também é assim... Não seguimos apenas em linha reta em uma estrada regular. Quantas curvas nos são apresentadas! Em algumas a nossa visão é totalmente comprometida, não dá para saber o que vem chegando o que encontraremos mais adiante nem como será o caminho dali pra frente.


Há momentos em que o nosso caminho fica estreito e as curvas são grandes, largas e bem próximas uma da outra. São nesses momentos que devemos ter muita atenção, pois assim como nas estradas, são nas curvas da vida que acontecem à maioria dos acidentes.
É preciso ser cauteloso, cuidadoso, atento e responsável, contudo, é imprescindível observar as maravilhas que estão ao redor. Se focarmos apenas nas curvas não veremos o belo que nos é apresentado.  Quando viajamos ou caminhamos devemos  ficar atentos à estrada,mas podemos contemplar a paisagem assim também deve ser a nossa vida, prestar atenção no nosso caminho e nas curvas, porém, ter cuidado para que a nossa atenção não fique apenas na estrada.


O receio do que pode vir após uma curva pode nos amedrontar até porque para alguns a estrada acabou ao virar uma curva, só não podemos deixar que ela nos faça parar....ainda temos muita estrada pela frente....
E quanto a mim, a paisagem era deslumbrante, várias e várias curvas e... nenhum boi. Mas ninguém poderia prever nada.... afinal boi é boi.... e em uma dessas curvas poderia dá de cara com um......

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

30 anos sem a Pimentinha....


 Há pessoas que sentimentos uma vontade enorme de conhecer. Não precisa ficar cara a cara, não precisa aperta as mãos muito menos dar um abraço, existem pessoas que só queríamos poder olhar, ver e guardar aquela imagem por muito tempo, para a vida toda.
Desde criança era apaixonada pelas músicas daquela mulher que cantava de forma despojada, risonha e que tinha o cabelo curtinho. Não sabia quem era, só sabia que gostava e que tinha algo que me prendia e de alguma forma me encantava. Não sou uma pessoa que afirme ter um artista ou cantor preferido, acho que em cada momento de nossas vidas sofremos influencia e o que era muito bom hoje amanha não tem mais tanta importancia, mas a Elis é diferente, não é que seja a minha preferida mas a que com as músicas tocou no mais intimo das minhas emoções.
Trocaria muitas coisas para ter a oportunidade de “vê-la” cantando, não tive a oportunidade de acompanhar os seus sucessos, de assisti-la pela TV, só fui nascer 08 anos após a sua morte, trocaria metade desses cantores de hoje para uma única hora de música da Elis.
E hoje, do meu jeito, de forma simples quero deixar aqui a minha homenagem a essa cantora maravilhosa, de voz firme e alegre, que cantava com a alma e o coração. Que cantava e encan(ta)va